Para que todas as postagens do blog sejam acessadas, é necessário ir ao topo desta página e clicar em "Blog". Depois, basta seguir a sequência das páginas : 1, 2, 3, etc.. Caso isto não seja feito e esta página seja "corrida" até o final, aparecerão apenas as 20 últimas postagens.

Cid

Carta para o Papai do Céu.

Querido Papai do Céu, eu sou o Luizinho, um menininho muito bonzinho que mora no Pátria Amada Brasil. Como o senhor bem sabe, sou cristão fervoroso e eclético. Afinal, frequento igrejas de todos os credos, sinagogas, centros espíritas e qualquer ambiente que transmita seus ensinamentos, Senhor. Leio a Bíblia diariamente, acrescento. Ocorre que, aqui na rua, tem um menino malvado chamado Cid, ou Cidinho, assim chamado por sua família paterna. Pois é... esse tal de Cidinho, ateu perverso e sem Deus no coração, sempre questiona como eu posso ser um devoto seu, Pai Celestial, se ao mesmo tempo em que rezo e me entrego às suas orientações, aplaudo um amiguinho que diante da morte e do sofrimento alheio diz coisas como " e daí, mimimi, vão ficar chorando até quando, eu não sou coveiro, etc..". E isso está me fazendo ficar muito tristinho. Então, Papai do Céu, peço sua ajuda para que esclareça se eu posso, ao mesmo tempo, ser devoto de suas palavras e ensinamentos e ser adorador do tal moço do mimimi. Estou confuso. Portanto, Senhor, aguardo suas diretrizes para saber qual o caminho a ser seguido. 

Com amor, Luizinho.

Cid  15/07/2021  

Continue lendo

Homens

Quanto menos virilidade um homem tem para oferecer a uma mulher, mais exigente ele fica. Traduzindo: quanto mais mole o pinto, mais ele exige um peitinho duro. Esses meus amigos velhos tão de brincadeira, né ?

28/06/2021                 Cid

Continue lendo

Nosso inimigo Covid

Ninguém mais democrático do que ele. Apartidário, sem ideologia de qualquer cunho e incapaz de discriminar crianças, adultos e velhos, todos a ele são bem-vindos, assim como a ele não importa se o alvo de sua ira é um bolsonarista, lulista, chavista, trumpista, esquerdista, direitista ou centrista. São apenas nominações irrelevantes para sua sanha assassina. Transita confortavelmente em aglomerações, meios de transportes lotados, bailes funks (adora essa boa música), manifestações de idolatria e toda e qualquer muvuca insana que possa ocorrer. Totalmente apaixonado e grato aos adeptos da imunidade de rebanho, negacionistas e sem máscaras, considera-os diletos amigos e companheiros de todas as horas. Nosso algoz quer, apenas e tão somente, um pulmãozinho qualquer para chamar de seu. Simples assim.

21/06/2021

Cid 

Continue lendo

SUS

Sempre me deparo com os nossos políticos e ministros da Saúde tecendo as mais elogiosas palavras a respeito do SUS. Que o Sus é inigualável, que nenhum país no mundo tem um sistema de saúde tão bem estruturado, blá, blá, blá. Nunca vi e muito menos ouvi falar que esses mesmos políticos, ministros e ex-ministros tenham recorrido ao SUS para tratar uma simples unha encravada. Diante da emissão de um peido mais sonoro correm todos para o Albert Einstein, Sirio e Libanês e outros hospitais de ponta. Então, fica assim: tenha os primeiros sintomas de uma doença, marque uma consulta nos SUS e consiga ser atendido com a miséria já bem evoluída. Realize os exames solicitados quando seu estado de saúde for gravíssimo. Após seu óbito, marque uma nova consulta para levar os exames ao médico. Inicie o tratamento após a missa que celebra um ano de sua morte.

Mais ou menos assim.

9/06/2021

 

   

Continue lendo

Perdoem-me a falta de fé. Perdi-a no trânsito da vida.

02/06/2021

Continue lendo

Sobre a saudade.

Saudade fácil de ser sentida é a do "até breve". Por ser efêmera, é demarcada, tem seus dias contados para terminar. É saudade da esperança, da possibilidade. A que tortura mesmo é a do "nunca mais". Esta, sim, como machuca senti-la !! Mamãe, quanta saudade, quanta !!

31/05/2021      Cid

Continue lendo

70

Minha mensagem não é especificamente endereçada a ninguém. Destina-se a todos que se dispuserem a lê-la. Em breve, completo 70 anos. De um lado, feliz por ainda ter boa saúde, pelo privilégio de ter uma mulher maravilhosa ao meu lado e de, ainda, devotar admiração por algumas poucas pessoas. Por outro lado, muito triste pela saudade enorme que me acompanha desde que minha mãe extinguiu-se. Percebam que, propositalmente, não ouso fazer uso da expressão "se foi" ao me referir ao aniquilamento de nossas vidas. Afinal, quem vai, vai para algum lugar. Como a morte não nos encaminha a lugar nenhum, a palavra extinção, creio, é subsequente a última batida de nossos corações. Portanto, extinção pura e simples. Nada além de uma obviedade jamais digerida pelos "imortais". Por conseguinte, mortais e imortais, entre alegrias e tristezas, chego aos 70. Decepções, devo admitir, poucas e administráveis no decorrer da vida. Exceto as que me foram impostas, nos últimos tempos, por muitas pessoas que sempre me foram caras. Torturante assistir pessoas queridas entregarem-se a aplaudir o inconcebível, o nefasto, o escárnio e o desprezo pelo sofrimento alheio. Decepcionante ver meus queridos empenhados na defesa intransigente do mentor de palavras cruéis que pisotearam e pisoteiam a amargura dos que perderam e perdem seus entes queridos. Mimimi, e daí, eu não sou coveiro, maricas, vão ficar chorando até quando. Depois, na sequência, aplausos, aplausos e mais aplausos. E, sobretudo, as gravíssimas e indesculpáveis reafirmações de admiração pelo triste e lamentável autor dessas iniquidades. E aqui não trato de ideologias. Nem de direita, nem de esquerda e nem de centro. Todas são válidas e aceitáveis desde que não sejam embasadas pela perversidade. E para a decepção de muitos, não estou do "lado esquerdo". Então, encerro meu depoimento não solicitado. Os 70 chegando, tristeza de ver poucos amigos na relação dos "admiráveis". Afinal, meus amigos mostraram-se. E nunca é tarde para que possamos nos revelar. Os que foram infantilmente bloqueados por mim estão reabilitados. Bobagem não ser assim. Somos o que somos. Seguimos nossas escolhas. Apoiamos tudo aquilo que nossa consciência nos autoriza.

Afinal, vão ficar chorando até quando? A gente não chora. A gente aplaude, dirão muitos. Vida que segue.            

Continue lendo

Não tem jeito.

Traficantes são chamados de "garotos". Bolsonaro aglomera, não usa máscara e prossegue em suas ameaças golpistas. O prefeito do Rio, Eduardo Paes, participa de uma roda muvucada de samba e, sem máscara, canta a plenos pulmões. Em meio a quase 450.000 mortos pela peste, as festas continuam. Aplicações de vacinas são interrompidas por falta das mesmas. Os "representantes de Deus na Terra" são flagrados em seus desmandos abomináveis e os fiéis dão as costas aos fatos, fingindo não percebê-los. Emoldurando o quadro dantesco, os bons e os cristãos atracados com a Bíblia Sagrada, diante de todos esses péssimos exemplos, por medo, ou por indiferença, escondem a indignação e exercem, democraticamente, seus silêncios sepulcrais. Portanto, não tem jeito. Portanto, tolo sou eu que me amarguro diante de tudo isso. Portanto, como se diz na gíria dos grotescos como eu, "que se foda o avião". A propósito, grotesco, sim. Mas sem jamais perder a indignação que, quando extinta, representa o extravio da alma. Não tendo jeito, jeito não tem. Fui.

10/05/2021      

Continue lendo

Mãe.

Saibam e creiam. Nossa mãe é a única pessoa que estará, INCONDICIONALMENTE, ao nosso lado. Sempre. Haja o que houver. Todos os dias, todas as horas, minutos e segundos, eu sinto uma falta colossal da minha. Sei, sim, que nunca conseguirei superar a ausência de mamãe. Quando já velhinha, muitas vezes eu acordava no meio da noite e não conseguia mais conciliar o sono ao imaginar o dia em que ela se fosse. E esse foi o grande medo que me acompanhou durante toda a vida. Então, o tal dia tão temido chegou. E as pessoas me disseram que as emoções iriam, com o tempo, serenar. Estou aguardando, pessoas, aguardando...

8/05/2021

 

 

Continue lendo

Papo de Botequim

- Cid, eu sou de extrema direita. Posso ser seu amigo ? 

- Garçon, dois chopes, por favor. 

- Cid, eu sou de extrema esquerda. Posso ser seu amigo ?

- Garçon, mais dois chopes, por gentileza.

- Cid, eu apoio quem vomita palavras cruéis e desrespeitosas diante do sofrimento alheio. Posso ser seu amigo ?

- Garçon, a conta, por favor. Rápido !!!

06/05/2021

Continue lendo

Coisas da fita métrica

Um homem só não tem o direito de ser mais baixo do que sua mulher.

04/05/2021

Continue lendo

Só rindo...

Como os brasileiros gostam de dizer, "o brasileiro precisa ser estudado". Corretíssimo. Afinal, enquanto todos os povos do mundo fazem passeatas clamando por liberdade, o brasileiro sai às ruas pedindo a ditadura militar. kkkk.... a estupidez, quando eloquente, torna-se cômica. Somos a comédia do mundo. 

02/04/2021

Continue lendo

Meus amigos

Sempre penso nos amigos queridos que já partiram. Partiram para o nada, permito não iludir-me. E sempre penso nos antigos amigos vivíssimos, aos quais devotava profundo respeito e admiração e, hoje, não lhes devoto mais nada, exceto decepção e perplexidade por escancarem a perversidade que, com maestria, escamotearam durante toda a vida. Afinal, o apoio inconteste e permanentemente hipotecado ao ser malévolo, durante a pandemia, autoriza-me a percebê-los como pessoas profundamente más. Convenhamos que, quem o mal apoia, mau é. E entre amigos mortos e amigos sepultados em vida, vou ficando cada dia mais só. Mas cercado por uma pequena elite de pessoas de bom coração e que, diferentemente dos mortos-vivos de outrora, jamais se permitiram aceitar e reverenciar a crueldade, o desrespeito e o achincalhe que o "Homem Mau" tem imposto a todos nós. Então, para os meus queridos amigos do bem, minha admiração e carinho. Para os outros, fica reservado meu respeitoso sentimento de comiseração por sabê-los maus. E, a propósito, como rezam estes maus !!!      

Cid         26/04/2021

Continue lendo

Alquimia da vida.

Andropausa e menopausa formam uma combinação perfeita. Assim como feijão com arroz e bife à milanesa. Saber combinar os ingredientes. Eis o segredo do sucesso na vida pessoal e na culinária. 

20/04/2021

Continue lendo

Jamais nos esqueceremos.

Tudo voltará ao normal. De um lado ficará registrada a maldade, a zombaria, a perversidade, a ignorância, a omissão dos que silenciaram e o apoio dos que se revelaram terrivelmente maus. No verso da página serão identificados os achincalhados, os blasfemados, os desrespeitados em suas dores, os que incentivaram todos às boas práticas, a Ciência, os médicos e enfermeiros que sucumbiram e os que resistiram. E neste verso de página serão percebidos os que se indignaram, protestaram e não se acovardaram diante das ameaças de um homem mau.

Tudo voltará ao normal. Mas, na frente e no verso, tudo estará devidamente registrado. E jamais será esquecido.

19/04/2021

Continue lendo

Vida selvagem

Queridos amigos, nada tendo para fazer desde a hora em que acordo até a hora em que vou dormir, dedico meus dias a tricotar com os próprios novelos de pelos pubianos embranquecidos e a divagar sobre nossa existência. E hoje, fazendo meu demorado xixi matinal (velho demora para urinar em razão da próstata dilatada) cheguei à conclusão de que nós, homens idosos, só conseguimos realizar o tal "sexo selvagem" quando colocamos, por exemplo, um leão para observar nosso desempenho ao lado do leito onde tentamos, infrutiferamente, reviver os saudosos tempos idos. Não necessariamente um leão. Para que a ferocidade do sexo seja caracterizada, serve um tigre, uma onça, um leopardo e até mesmo um gatinho. Mas é imprescindível a presença de um felino no local do sacrifício. Acabo de lhes apresentar o sexo selvagem da terceira idade. Grrr...Grrr...Miau, Miau. E ponto final.

13/04/2021 

Continue lendo

Subir na vida a qualquer custo.

Estive pensando. Dona Monique, jovem, bela e vistosa morena, quando ainda casada com seu primeiro marido, ganhava qualquer coisa próxima de 4.500,00 reais como diretora de uma escola municipal localizada em Senador Camará, Rio de janeiro, Brasil. Honrosa, digna e mal remunerada essa profissão de educador, não ? Vejamos. Sendo mulher formosa e de extrema vaidade, separada e, claro, baqueada pelas perdas financeiras inerentes a uma separação, como manter os cosméticos, as roupas de grife, a manutenção do carro, enfim todas as coisas caras e boas que todos podem e devem almejar ? Mas como realizar todas essas proezas levando na bolsa, no final do mês, quatro mil e quinhentas moedas ? Impossível. Então, surgiu a figura do doutor Jairinho, jovem bonito, abonado e morador em um apartamento num condomínio de classe média alta na Barra da Tijuca, que não só acenou-lhe com um abençoado carguinho no TCM, que passou a rechear sua bolsa com 12.127,04 moedas de ouro (último contracheque do mês de março), como ofertou-lhe um upgrade residencial. Sai Bangu, entra Barra da Tijuca. Irrecusável. Então, claro, madame levou seu filho de 4 anos para a nova residência. Como nem tudo é perfeito, a beldade tomou conhecimento que o pequeno Henry, seu filho, levava uns sopapos do novo mantenedor de regalias. Olhou para o lado e fez-se de desentendida. Ora, arrumar encrenca com o novo salário, o belo apartamento, a vida mais confortável que desfrutava? Não, jamais !! Que seu filho fosse porrado. Mas abrir mão dos cremes e batons, nunca !!!!. Até que, um dia, o pequeno Henry, segundo a perícia do IML e o inquérito do delegado que apura o caso, foi violentamente espancado, não resistiu e morreu. Filho morto e enterrado, a boa mãe negou veementemente a possibilidade de que a morte do filho tenha sido causada por um linchamento e alegou que tudo foi causado por uma impossível queda da cama. Então, fica assim. Leoas não trocam um filhote por um naco de carne. Algumas mães trocam a vida dos filhos por um kit de bons cosméticos, um salário melhor e uma bela vista da sacada de uma nova varanda. 

12/04/2021    

Continue lendo

Fomos vencidos.

Agora há pouco, assistindo o RJ-TV, fui finalmente convencido de que não tem jeito. Imagens captadas ontem, domingo, mostraram praias, embora com frequência atípica para um domingo de calor, bastante movimentadas. Bares e botecos lotados. Em toda a cidade, uma caralhacetada de pessoas com as máscaras no queixo, na testa, na bunda e nos cotovelos. E um sem número de apalermados que se recusavam a colocá-la até mesmo com a parte frontal protegendo a nuca. Enfim, uma zona. E em meio a toda essa baderna, a "coronada" ria bastante. Os governadores e prefeitos, em regra, produzindo lockmerdas em vez de lockdowns, ficam naquela bostinha de fase vermelha, fase preta, fase amarelinha e fase rosinha com bolinhas azuis. Enquanto isso, os hospitais permanecem lotados e carecendo de sedativos para realizar as intubações. Na contramão dessas administrações covardes, Araraquara deu um magnífico exemplo de como realizar restrições severas e pisoteou o coronavírus. Então, é isso. Os bons se calam enquanto os maus, sempre destemidos, dão os piores exemplos e são ovacionados por suas platéias perversas. Portanto, jeito não tem. Convenci-me. Que rezem os que são de rezar e que rezem, também, os que não são de rezar. Se dependermos do bom senso, da consciência individual, do respeito ao próximo e do amor à vida, estaremos, sim, bem próximos da sepultura.

Só as vacinas irão nos salvar. Até lá, sejamos pragmáticos, teremos que driblar o vírus e seus propagadores criminosos. É o que resta aos sensatos.

12/04/2021

Continue lendo

Pergunta que ninguém responde.

Então, eu faço a pergunta irrespondível, mas que eu respondo : Por que Deus em sua bondade infinita, o Deus onipresente que tudo pode, por que Deus não protegeu o menino Henry ???? Por que Deus permitiu a clara e comprovada violência contra uma criança indefesa ? A resposta é simples. Não protegeu porque não protege ninguém. Afinal, Deus não existe. O "Amigo Imaginário" é apenas fruto de nossas inseguranças e do pavor que temos em admitir que somos finitos. Por isso, Deus não protegeu o menino Henry. E, por favor, sem as conhecidas justificativas de que "Deus sabe o que faz", "Desígnios de Deus", "Deus escreve certo por linhas tortas", e outras tantas mais. Prefiro que me respondam o motivo pelo qual Deus não protegeu o menino Henry. 

11/04/2021  

Continue lendo

Aventura tresloucada

Só conhecemos as pessoas depois de um tempo razoável de relacionamento. E, mesmo assim, depois desse "tempo razoável", as surpresas podem ser grandes e até macabras. Portanto, esse desespero que algumas mulheres têm de conhecer um homem e, depois de algumas semanas, enfiá-lo dentro de suas casas, ou se enterrarem dentro da casa dele, é no mínimo, temeroso. Especialmente quando carregam os filhos para embarcar nessa canoa furada. Assim os doutores Jairinhos vêm à tona. Bonitão, bem educado, influente, carteira recheada e... vamos aguardar a sentença. Fique em casa com o teu filho, mulher !!!

11/04/2021

Continue lendo